Esta é uma seção para esclarecimentos sobre doenças respiratórias.

Fibrose Pulmonar

A Fibrose Pulmonar Idiopática é uma doença pulmonar que costuma se apresentar como falta de...leia mais

Gripe

A gripe é uma doença viral causada pelo vírus influenza com curso geralmente autolimitado, com...leia mais

Tabagismo

O tabagismo atinge mais de 1,3 bilhões de pessoas no mundo. Segundo dados do Inca...leia mais

Uso correto dos dispositivos inalatórios.

Veja aqui como usar de maneira correta seu dispositivo inalatório, é fácil, é só clicar...leia mais

Projeto Asma de difícil controle em nossa região

Asma é uma doença inflamatória das vias aéreas que atinge cerca de 10 % da...leia mais

Hipertensão pulmonar

A Hipertensão pulmonar é uma doença caracterizada pela elevação da pressão sanguínea nos vasos pulmonares....leia mais

Existe um traço de hereditariedade, entretanto não significa que se os pais têm asma obrigatoriamente os filhos também terão, apenas existe uma probabilidade maior de ter asma.

Não. Bombinha não vicia. O problema é que a maior parte destes medicamentos é composta por broncodilatadores apenas e estes apenas provocam alívio dos sintomas, não tratando a inflamação, por isto após algumas horas os sintomas reaparecem. Somando-se a este fato, não existe uma cura para asma e quando paramos com as medicações (seja medicação de alívio ou de controle), em muitos casos os sintomas reaparecem, dando a falsa impressão de que estamos dependentes da bombinha.

Sim. A vacina da gripe é muito importante pois previne o desenvolvimento desta doença e de formas graves da mesma. O governo distribui a vacina para grupos de maior risco de desenvolver formas graves da doença.
A confusão está no fato de que a maior parte do que a população chama de gripe, na verdade é um resfriado (infecção viral mais branda com febre baixa e com sintomas mais leves) ou outras infecções bacterianas ou exacerbações de doenças crônicas como asma ou DPOC. E estas outras infecções e exacerbações acima citadas também são mais comuns no início do inverno, dando a falsa impressão de que a vacina não adianta.

Sim. O tabagismo passivo traz riscos para o não fumante que inala a fumaça do tabaco. Existe um risco aumentado de desenvolver doença relacionadas ao tabaco. O tabagismo passivo pode desencadear reações alérgicas com piora da rinite ou da asma brônquica. E o tabagismo passivo por grandes períodos pode aumentar o risco de desenvolver DPOC ou até mesmo câncer de pulmão.

Sim. A tuberculose é uma doença infecciosa causada por uma Micobactéria e ao contrário do que muitos pensam tem cura. O tratamento é feito com uma combinação de antibióticos fornecida e controlada pelo governo, com período de 6 meses, na maioria dos casos. As chances de cura são maiores sempre que iniciado precocemente e realizado sem interrupções.

A asma não tem cura e sim controle. Podemos ter uma vida normal com o uso de medicações para controle, sem sintomas e sem limitações. Entretanto, cerca de 80 % dos pacientes com asma que param o tratamento, em algum momento da vida vão ter sintomas novamente. O seu médico vai saber a hora de reduzir ou mesmo parar com a medicação, se você estiver sem sintomas, com exames de função pulmonar normais. Esta decisão é muito individual em cada caso e deve ser feita com a opinião do médico.

Asma não tem cura, é uma doença crônica que evolui com períodos de melhora e piora, que pode ser controlada com uso de medicações adequadas. Existem formas diferentes de asma, algumas mais brandas e com sintomas menos freqüentes e menos graves e outras com sintomas mais intensos, necessitando medicação contínua muitas vezes para o controle. Existem muitos mitos sobre asma, como por exemplo: “asma cura aos 7 anos de idade”, “asma sempre começa na infância”, entre outros.

Sim asma mata, 3 pessoas morrer devido a asma por dia no Brasil. O principal motivo é a falta de informação e a falta de acesso à medicações adequadas.

Não, os sintomas de asma podem aparecer em qualquer época da vida, entretanto mais frequentemente iniciam durante a infância.

Pelos sintomas. Os sintomas mais comuns são tosse, geralmente tosse seca, falta de ar, aperto no peito, que podem piorar com exposição à fumaça, poeira ou durante variações bruscas de temperatura ou ainda, quando da presença de infecções respiratórias. Uma grande característica é a variabilidade ao longo do tempo, ou seja, os sintomas vem e vão.  O diagnóstico é simples de ser feito, através do exame físico e exame de espirometria.

DPOC é uma sigla para doença pulmonar obstrutiva crônica, que é uma doença provocada pelo cigarro, na imensa maioria das vezes, tratável e prevenível. Geralmente se apresenta como tosse, expectoração hialina e falta de ar. Seu diagnóstico é feito pelo exame de espirometria e possui tratamento específico com medicações broncodilatadoras em especial.

Se sua dúvida não foi respondida nas questões acima, faça sua pergunta aqui: